A Fundação Serra Henriques foi instituída em 1997 com a missão estatutária de realizar e promover acções de carácter cultural, científico e educativo nos domínios da qualidade de vida das pessoas e do ambiente.

As organizações sem fins lucrativos desempenham um papel cada vez mais relevante na sociedade, mobilizando acção privada para o bem público. A par das missões dos governos e das autoridades locais, a Fundação Serra Henriques procura ser uma instituição ágil na criação de sinergias em rede, estabelecer conexões úteis entre iniciativas de mérito e maximizar recursos, contribuindo desse modo para a eficácia das iniciativas e para o desenvolvimento global.


Mensagem da Presidente da Fundação Serra Henriques

Nesta mensagem que encerra o ano de 2020 damos especial realce à inauguração da Oficina de Artes
e Ofícios de Porto Brandão
e às iniciativas já realizadas naquele novo equipamento cultural da Fundação. Destaque para a exposição do Prémio Nacional para o Ensino de Arquitectura e para a formação do think tank PROPOLIS que ali terá a sua sede.
O edifício, inaugurado de "mãos dadas" com a Edilidade no dia 4 de Julho, foi durante a segunda metade do séc. XX a
antiga Oficina dos Catraeiros do Porto de Lisboa e as obras de reabilitação mantiveram toda a estrutura original.

Apesar das circunstâncias atípicas destes últimos trimestres de 2020, foi possível dar continuidade a todos os programas
operacionais da Fundação, consolidar parcerias estratégicas e criar novas pontes de colaboração com instituições públicas de Educação, Cultura, Saúde e Administração Local.

É por isso, e pela determinação com que encaramos a nossa missão estatutária, que aqui se lança um voto de inspiração e de bom trabalho para o ano de 2021.


Rita Pinto Coelho



A Fundação Serra Henriques tem sede no prédio nº 1 da Rua da Imprensa à Estrela, propriedade do seu fundador. De frente encontra-se o palacete de São Bento mandado construir no ano de 1877 pelo comendador Joaquim Machado Cayres para sua residência familiar. Sua filha Gertrudes Cayres Serra Henriques e o marido Luís Serra Henriques não deixaram descendência, tendo este criado a Fundação com o seu nome. A propriedade de dois hectares também incluía, desde 1598, o então Convento de São Bento, hoje Assembleia da República Portuguesa. A partir de 1937 o palacete tornou-se a Residência Oficial do Primeiro-Ministro.


Galeria de imagens dos Jardins de São Bento