A Fundação Serra Henriques foi instituída em 1997 com a missão estatutária de realizar e promover acções de carácter cultural, científico e educativo nos domínios da qualidade de vida das pessoas e do ambiente.

As organizações sem fins lucrativos desempenham um papel cada vez mais relevante na sociedade, mobilizando acção privada para o bem público. A par das missões dos governos e das autoridades locais, a Fundação Serra Henriques procura ser uma instituição ágil na criação de sinergias em rede, estabelecer conexões úteis entre iniciativas de mérito e maximizar recursos, contribuindo desse modo para a eficácia das iniciativas e para o desenvolvimento global.


Mensagem da Presidente da Fundação Serra Henriques

O segundo semestre de 2019 foi especialmente assinalado pela Fundação por cinco realizações de especial empenho e dedicação:

  • A assinatura de um protocolo de cooperação entre a Fundação Serra Henriques e a IP Património (Infraestruturas de Portugal) para o estudo da intervenção nas numerosas estações ferroviárias desactivadas por todo o país;
  • A renovação do apoio institucional ao Fórum Europeu de Jovens Cientistas que decorreu durante 5 dias na Universidade do Porto e contou com a participação de quatrocentos investigadores de vinte e cinco nacionalidades em áreas biomédicas;
  • A sessão de homenagem aos arquitectos galardoados com o Prémio Ibérico de Arquitectura Rafael Manzano 2019 que teve lugar no palácio da Presidência da República em Cascais;
  • Na continuação do protocolo de cooperação entre a FSH e a Escola dos Mestres - integrado num programa nacional, teve início um ciclo anual de formação sobre as medidas de educação da política pública de arquitectura e paisagem de Portugal, cuja implementação a FSH tem assumido com determinação;
  • A aquisição do antigo edifício dos Catraeiros de Lisboa, em Porto Brandão, que se encontra já em fase de reabilitação e que, em colaboração com a autarquia de Almada, irá acolher oficinas artísticas e exposições culturais.

É neste contexto que a programação para 2020 tem um especial significado no prosseguimento dos programas plurianuais da Fundação e das missões públicas que apoiamos e, sobretudo, a continuação da excelente colaboração com os nossos parceiros, a quem felicitamos o bom trabalho a favor das nossas cidades, território e património cultural.

Rita Pinto Coelho


A Fundação Serra Henriques tem sede no prédio nº 1 da Rua da Imprensa à Estrela, propriedade do seu fundador. De frente encontra-se o palacete de São Bento mandado construir no ano de 1877 pelo comendador Joaquim Machado Cayres para sua residência familiar. Sua filha Gertrudes Cayres Serra Henriques e o marido Luís Serra Henriques não deixaram descendência, tendo este criado a Fundação com o seu nome. A propriedade de dois hectares, chamada "Quinta Grande de São Bento", também incluía, desde 1598, o então Convento de São Bento, hoje Assembleia da República Portuguesa. A partir de 1937 o palacete tornou-se a Residência Oficial do Primeiro-Ministro.