Regeneração Urbana e Intervenção interdisciplinar

Em parceria com municípios e associações locais, a Fundação Serra Henriques desenvolve iniciativas progressivas de intervenção nos territórios urbanos.

Trata-se de uma intervenção multidisciplinar para mitigar ou contribuir para a solução de flagelos de carácter estrutural nos domínios urbanístico, sociológico, cultural e educativo.

A regeneração urbana é muito mais do que apenas a reabilitação de edifícios e espaços exteriores bem como a correcção das infraestruturas básicas instaladas e outras fundamentais para se interagir em rede dentro e fora de casa, do bairro, da cidade, do país.

Entendemos a regeneração urbana e a intervenção integrada como uma promoção de coesão social, ou seja, integração geracional, económica e cultural, com forte respeito pelos valores de excepção decorrentes de uma tradição de linhagem caracterizadora das comunidades locais.

  • A Fundação colabora desde 1998 com a Escola dos Mestres de Ensino Recorrente em planos diversos para o combate ao insucesso e abandono escolar. Destacam-se os programas de Orientação Vocacional, Desporto para a Integração, Português para Estrangeiros e Educação para a Cidadania.
  • Nos domínios da intervenção social são realizadas anualmente cerca de vinte acções de intervenção conjunta com freguesias, ONGs e centros paroquiais.
  • Em 2017 a Fundação apoiou a organização do projecto PLANO LISBOA com o objectivo de criar sinergias e mecanismos de aproximação da comunidade e reforço da identidade cultural, utilizando a produção artística contemporânea e a arquitectura como meio de comunicação, debate alargado e construção cívica. O Plano Lisboa é um programa alargado de arte contemporânea que se propõe pensar a produção cultural na sua relação com a cidade, num diálogo com os factores sociais, históricos e arquitectónicos que a constituem. Este projecto explora ainda novas possibilidades para uma prática cultural que possa responder de forma criativa aos desafios sociais e urbanos, bem como contribuir para o crescimento sustentável da cidade.