Planeamento Urbano e Ordenamento do Território

No âmbito das políticas de cidades e do ordenamento territorial, a Fundação Serra Henriques desenvolve iniciativas programadas em parceria com académicos, especialistas e entidades públicas que visam um melhor entendimento sobre a complexidade da gestão do território e do despovoamento, oportunidades de desenvolvimento local e dinâmicas urbanas.

O pensamento da arquitectura das cidades e o desenvolvimento urbano sustentável têm de respeitar simultaneamente diferentes dimensões: realidade social, dinâmica económica e identidade cultural. É por isso necessário que as cidades sejam pensadas e planeadas de acordo com um modelo de desenvolvimento assente também em princípios de cooperação e parceria entre diferentes níveis e organizações.

A maioria da população vive em cidades e a agenda urbanas da ONU e da UE são ferramentas pouco consideradas ao nível local. Grande parte dos problemas globais têm raiz na escala regional, o que realça a importância da forma de "pensar global e agir localmente".

Em colaboração com os Urbanistas de Portugal (AUP), com os municípios do Porto e Sintra e o Instituto de Gestão e Administração pública, a Fundação apoiou a realização de dois seminários dedicados aos Planos Territoriais e o Congresso Ibero-Americano de Urbanismo. Na sequência destes eventos foi editada a Carta de Sintra e o livro Sociedade e Território.

A cidade, que é tida como sinónimo de vida em comunidade e de bem-estar social, é, na maioria dos casos, um local de concentração de problemas com consequências graves na convivência e qualidade de vida dos cidadãos.

É nesta abordagem e contexto que a Fundação Serra Henriques procura desenvolver iniciativas que estimulem a cooperação, a dinâmica intermunicipal, a discussão de problemas partilhados e estruturais e a implementação de projectos de interesse comum.